Responsabilidade Sociambiental

O Banco do Brasil tem a transparência, a ética, a responsabilidade socioambiental e o compromisso com o desenvolvimento sustentável como orientadores das práticas administrativas e negociais e dos relacionamentos com os públicos de interesse (Política Geral de Escopo Institucional).

Com o objetivo de internalizar a cultura de sustentabilidade econômica, social e ambiental nas práticas administrativas e negociais do Conglomerado, foi elaborada a Política Específica de Responsabilidade Socioambiental (PRSA), que orienta o comportamento do Banco do Brasil em relação à responsabilidade socioambiental. Seus princípios também se encontram inseridos em políticas específicas.

O Banco do Brasil, pautado pelos princípios da relevância, proporcionalidade e da eficiência, também se compromete a envidar esforços para colaborar com as empresas controladas, coligadas e simples participações, a fim de que definam seus direcionamentos a partir das orientações da Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA) do BB, considerando as necessidades específicas e os aspectos legais e regulamentares a que estão sujeitas.

O Plano de Sustentabilidade – Agenda 30 BB materializa a estratégia de sustentabilidade do Banco do Brasil e é um instrumento para aprimorar negócios e processos, alinhando-os às melhores práticas mundiais, contribuindo para a disseminação do tema na organização e para a geração de resultados cada vez mais sustentáveis.

O Banco do Brasil pauta-se, ainda, por compromissos públicos assumidos voluntariamente junto a entidades setoriais e a organismos de fomento ao movimento de responsabilidade socioambiental em nível nacional e internacional. Para conhecer os pactos e acordos assumidos pelo BB acesse: http://www.bb.com.br/pbb/ sustentabilidade/governanca-politicas-e-diretrizes/pactos-e-acordos#/.

Em alinhamento com os princípios de responsabilidade socioambiental constantes em suas políticas gerais e específicas e com os compromissos públicos assumidos, o Banco do Brasil considera em seus financiamentos e investimentos as práticas divulgadas em suas diretrizes de sustentabilidade para o crédito para os setores de agronegócios, agricultura irrigada, energia elétrica, construção civil, mineração, papel e celulose, transportes, petróleo e gás.

Além disso, o BB elaborou diretrizes socioambientais para Assuntos Polêmicos, que têm a finalidade de tornar público o posicionamento do Banco em temas controversos que, em razão dessa particularidade, ganharam notoriedade junto à sociedade. As “Diretrizes Socioambientais para Assuntos Polêmicos” têm aderência com as boas práticas internacionais e reforçam o atendimento aos compromissos públicos assumidos pelo BB em alinhamento com os princípios de responsabilidade socioambiental constantes de suas políticas gerais e específicas.

Outras informações relativas ao processo de governança corporativa do Banco do  Brasil estão disponíveis na internet, na página de Relações com Investidores do BB (bb.com.br/ri).

 


Atualizado em 13/12/2018 às 02:37